Ney Franco deixa tabela de lado e espera que Goiás encare jogo como uma final

Com três vitórias seguidas fora de casa, o Goiás espera bater o Brasil de Pelotas neste sábado, no estádio Bento Freitas, para manter a boa fase na Série B. Integrante da zona de rebaixamento durante a primeira parte do Campeonato Brasileiro, o Verdão reagiu e agora briga pelo G-4 – pode até terminar a última rodada do primeiro turno na zona de acesso para a Série A. Do outro lado, o Brasil de Pelotas segue com dificuldades e está na antepenúltima colocação. Nesta sexta-feira, em Porto Alegre, o técnico Ney Franco comandou a última atividade do Goiás antes da partida. Segundo ele, será um jogo muito difícil e não adianta levar em consideração a classificação das duas equipes na tabela.

– A gente não pode cair na armadilha da pontuação. Vai ser um jogo truncado, é um adversário que trabalha muito a bola aérea e faz muita ligação direta. Embora não estejam bem no campeonato, eles têm a possibilidade de recuperação, sobretudo em casa. O fator casa pode ser fundamental para o Brasil se recuperar. A tendência é o torcedor apoiar, mas estamos trabalhando forte e temos a expectativa de vencer a quarta partida seguida fora de casa.

Desde que foi contratado pelo Goiás, quando o time estava na zona de rebaixamento, Ney Franco estabeleceu como meta virar o primeiro turno perto do G-4. Com sete vitórias conquistadas nas últimas nove rodadas, o Verdão já está perto da zona de acesso e, para Ney Franco, é importante finalizar o primeiro turno com mais uma vitória. – Nós temos que encarar como se fosse uma final, é o último jogo do primeiro turno. A gente vem comentando desde que chegou que esse turno era de recuperação. Finalizar esse primeiro turno perto do G-4 é importante. Estamos a um ponto, falta um jogo e temos que pontuar para conseguir isso. Acho que todo mundo vai encarar esse jogo como uma final. São duas equipes com objetivos diferentes, mas vai se um jogo muito difícil.

2018-08-29T02:33:21+00:00